sábado, 14 de abril de 2012

A POBRE NAÇÃO RICA: A recessao no Reino Unido



Habituar-se a viver com mais dinheiro éfácil, mas habituar-se  a viver  com menos é muito difícil para qualquerpessoa.

Imaginem então para  toda uma nação  que experientou pordiversas  gerações fartura de emprego, de  benefícios sociais e serviços públicos dequalidade, ter que se adaptar a uma recessão que não  dá  sinaisde melhora.

Esta é a realidade do Reino Unido hoje, e provavelmente de boa parte da Europaocidental.

Desde 2010 o governo britânico está  sendo obrigado a fazer cortes no  seu orçamento, incluindo serviços públicos.O  setor privado por sua vez ,  vemtambém  cortando drásticamente  suas despesas.

Para a maioria da população cabe a  difícil   tarefa demudar   de atitude, de planos, e algumas vezes até a maneira deencarar o mundo.

Em 2011 mais de 100 mil empregospúblicos   no setor da saúde e  da educação foram cortados  (The Guardian-22/03/2012).

Sòmente no sistema de saúde públicabritânico (NHS) foram cortados 30 mil postos de trabalho. Para tanto, sem que os primeiros  atendimentos passem  a ser diferentes doque no passado, decidiram  interferir  diretamente na atuação do médico generalistado posto de saúde.

Portanto a pessoa que necessita  de atendimento médico  será  prontamente atendida no posto de saúde maispróximo de sua casa porém,  mesmo que omédico  desconfie  que  pode haver a possibilidade de algumproblema mais grave com o paciente, ele   está limitado em   seus   primeiros   atendimentos,  emrelação   a   requisição  de exames   e/ou  encaminhamentos  para especialistas.   Sòmente depois  de  algumas  consultas  ou dos sintomas do pacientese agravarem,  o médico poderá encaminha-lo a um exame mais preciso ou para algum especialista.

Os mais de 71 mil   empregoscortados em 2011 na educação pública, trouxeram como consequência  a piorada  qualidade do ensino, especialmente nas comunidades  de baixarenda de Londres, além de drásticos cortes em outros programas educacionais.

O  programa ESOL, que visa o ensino de inglês para imigrantes  adultos, cortou seu atendimento de 195 mil para 100 milalunos nos dois últimos anos. São hoje sòmente elegíveis para frequenter esteprograma, quem está  recebendo o “segurodesemprego” (portanto já trabalhou  legalizado anteriormente  no Reino Unido)ou  para  quem recebe alguns poucose   determinados beneficios sociais.(www.thethelegraph.co.uk-03.11.11).

Grande parte da população  que frequentava o ESOL anteriormente era compostapor mulheres imigrantes com filhos, que vivem no mais completo  isolamento  doméstico de seus lares, ou imigrantes que trabalham em empregos  mal pagos(recebendo muitas vezes menos que o salário mínimo estipulado no país), todospor desconhecer  completamente a linguafalada no país em que vivem.

Também diversos  beneficios sociais da Inglaterra, como a ajudapara as mães que desejam  permanecer emcasa cuidando dos seus filhos , ajuda no aluguel para população de baixa rendae outros,estão ameaçados de serem diminuídos   ou cortados,  a partir de 2013.

Enfim,  o Reino Unido hoje, é umasociedade em transformação, talvez nunca mais volte a ser a  mesma depoisdesta crise.     

Ligia Kaysel.

4 comentários:

le_ligeira disse...

Parabens Ligia, pelo seu blog.
Suas informacoes sao o mais perfeito relato da situacao da Inglaterra no momento. E que seja sublinhado o que vc disse, nao ha sinais de melhora na economia. Talvez nunca mais volte a ser a terra de peter pan, a terra dos sonhos e da fantasia de muitos brasileiros, que almejavam ou almejam ainda vir para ca.

Ana Tereza disse...

Parabens, Ligia, mais uma vez pela sensibilidade e análise que faz da nação rica, morada e sonho de consumo de muitos brasileiros.. mas é triste saber que quanto mais o Estado corta os "gastos sociais" e aquilo que é endereçado a toda população, mais se aproxima daquele modelo em que se considera a responsabilidade somente do próprio individuo a sua condiçao de pobreza.. e um viva a economia neoliberal e os ajustes propostos, que esses parece que não podem ser discutidos nunca..

Unknown disse...

Ana, vc tem razao. Mas tenho fe q estas mudancas drasticas a nivel mundial irao propiciar um espaco pra diacussao maior sobre o papel do Estado. Bjs

Paul Delphine disse...

Olá pessoal, eu sou Patricia Sherman em Oklahoma EUA agora. Gostaria de compartilhar com você minha experiência em pedir US $ 185.000,00 para limpar meu saque bancário e iniciar um novo negócio. Tudo começou quando eu perdi minha casa e peguei minhas coisas por causa da política do banco e conheci algumas contas e algumas necessidades pessoais. Então fiquei desesperada e comecei a procurar fundos de todas as formas. Felizmente para mim, uma amiga minha, Linda me contou sobre uma empresa de crédito, fiquei intrigada com a fraude, mas fiquei intrigada com a minha situação e não tive escolha a não ser pedir conselhos de minha amiga sobre essa empresa. entrar em contato com eles realmente duvidou de mim por causa da minha experiência anterior com credores on-line, você sabia disso pouco? '' Elegantloanfirm@hotmail.com Esta empresa tem sido muito útil para mim e meu colega e hoje, graças a essa empresa de crédito, a orgulhosa dona de um trabalho e responsabilidades bem organizados, eles sorriram de volta para mim. Portanto, se você realmente precisa crescer ou iniciar seu próprio negócio, ou se realmente precisa emprestar dinheiro em qualquer dificuldade financeira, recomendamos que você encontre hoje uma oportunidade de desenvolvimento financeiro em sua empresa. {E-mail:} Elegantloanfirm@hotmail.com / whats-app number +393511617486 .... on-line para crédito e não vítima de fraude Obrigado.